- Destaque - Destaque Principal Policial

Uma semana depois de noite de terror, ônibus volta a ser incendiado

Polícia deve investigar se o último caso tem relação com episódio anterior

Uma semana depois do ataque a ônibus ocorrido em Campo Grande, em que dois veículos foram queimados e outro apedrejado, mais um caso de incêndio ocorreu na madrugada desta terça-feira (19). Ônibus de uso particular, que estava estacionado em pátio de posto de combustíveis, na Avenida Guaicurus, no Bairro Universitário, foi destruído por fogo.

De acordo com informações de equipe do Corpo de Bombeiros que atendeu a ocorrência, sobre movimentação suspeita, o guarda do estabelecimento contou que viu, momentos antes, grupo de jovens passando pelo local. Por isso, não é descartado que o incêndio tenha sido criminoso.

O ônibus estava ao lado de um caminhão do tipo caçamba que acabou atingido e ficou danificado. Já o ônibus, ficou destruído, segundo os bombeiros que usaram cerca de 3,5 mil litros de água no trabalho de combate às chamas. Até o registro da ocorrência, os donos dos veículos não tinham sido identificados.

ATAQUE

Grupo causou noite de terror na semana passada e queimou dois ônibus, um deles de transporte coletivo público e o outro de igreja, e apedrejou um terceiro nos bairros Aero Rancho, Campo Nobre e São Conrado.

Doze pessoas, sendo uma delas detento do Presídio de Segurança Máxima, foram identificadas como autoras do ataque, que, segundo a polícia, pode tero ocorrido em represália da facção Primeiro Comando da Capital (PCC) a a ações de enfrentamento que são desenvolvidas pelo sistema penitenciário do Estado de Mato Grosso do Sul. Entre elas, treinamento para agentes penitenciários atuarem armados.

Dos integrantes do grupo de incendiários identificados, apenas um seguia foragido e cinco deles são adolescentes.  A Polícia deve investigar se o último caso tem relação com o episódio anterior.

 

Por LAURA HOLSBACK

Correio do Estado