Três Lagoas

TL: Em falta fita para medir glicemia nos postos de saúde

A falta de medicamentos ou equipamentos é um problema constante na rede pública de saúde do país. Nas unidades de saúde de Três Lagoas não é diferente; diabéticos reclamam da ausência de fitas para medir a glicemia desde o mês passado.

Medidores de glicose geralmente são pequenos dispositivos para as pessoas verificarem os seus níveis de açúcar, responsável por “ler” uma gota de sangue que o usuário tenha colocado em uma tira de teste descartável.

A falta de fornecimento da fita, relatada pela comunidade foi confirmada pela equipe de reportagem do Hojemais após ir até alguns postos de saúde do município e ser informada na farmácia que o material está em falta. Além da fita, seringa para aplicar insulina também está em falta nos postos de saúde.

A fita para medir glicemia tem um custo que varia de R$45,00 a R$120,00 dependendo a marca e quantidade; já a Seringa para aplicar a insulina é de R$1,50 a R$ 3,00 a unidade – onde cada caso necessita de uma quantidade diária, e na maioria dos casos o uso é de uma a três seringas por dia.

Uma aposentada de 73 anos, diabética há 30 informou pra a reportagem do Hojemais que há mais de um mês busca pela fita e se depara com a falta dela nos postos de saúde “Tomo insulina de manhã e à tarde, como não posso medir a taxa de glicemia, então aplico a insulina sem saber em qual nível está, já aconteceu dela estar baixa e eu passar mal várias vezes por não ter medido e consequentemente não ter aplicado a quantia certa de insulina. Não tenho condições financeiras para comprar o material oferecido pelo SUS; as fitas mais em conta não fazem a leitura no aparelho que tenho em casa que é oferecido no posto”, relatou a aposentada.

A secretaria de saúde não passou nenhuma informação até o fechamento dessa matéria.

viaTL: Em falta fita para medir glicemia nos postos de saúde.

TL: Em falta fita para medir glicemia nos postos de saúde