- Destaque - Destaque Principal Três Lagoas

Sinted pede apoio de vereadores para intermediar reajuste salarial

Atendendo a uma reivindicação do Sindicato dos Trabalhadores da Educação Básica de Três Lagoas e Selvíria (SINTED), um grupo de vereadores de Três Lagoas esteve na sede do sindicato, na manhã de hoje, para discutir a questão do reajuste salarial de professores e administrativos, que atuam na Rede Municipal de Ensino.

Nilo Candido, Marcus Bazé, aposto Ivanildo – que compõe a Comissão de Educação da Câmara – e ainda Beto Araújo, Jorge Martinho e Gilmar Garcia Tosta foram conhecer mais detalhadamente a situação e as reivindicações da categoria.

Na sessão da Câmara, de ontem (23), a presidente do Sinted, Maria Diogo, usou a tribuna e explicou que as negociações com a Administração Municipal, referente à data base da categoria, vêm ocorrendo desde 18 de janeiro, para que entre outras coisas, o aumento salarial fosse aplicado, já na folha de pagamento de fevereiro.

No entanto, após quatro reuniões do Sinted com a prefeita, a proposta final foi: 4%, para servidores do quadro administrativo, na folha de março (sem retroativo referente aos meses de janeiro e fevereiro); grupo Magistério 8%, na folha de março (com retroativo a janeiro e fevereiro) e mais 3,36%, em agosto, para receber na folha de setembro (sem retroativo).

De acordo com a presidente do sindicato, a justificativa da prefeita para proposta é que não poderá conceder o reajuste na integralidade, porque estaria atingindo limites de gastos, previstos na Lei de Responsabilidade Fiscal e ainda porque tem que honrar com compromissos assumidos com o Hospital Nossa Senhora Auxiliadora, data base da administração e infraestrutura da cidade.

Diante da situação, os representantes dos servidores da educação pedem socorro aos vereadores e apoio para que o reajuste, referente a data base, seja o previsto e garantindo pela Lei do Piso.

Maria Diogo destacou que o município recebe recursos federais (Fundeb, por exemplo) para aplicar na educação, o que viabilizaria a maior parte do índice pleiteado, exigindo uma pequena complementação da administração municipal.

Ela ainda ressaltou que durante assembleia da categoria foi deliberado um dia de ALERTA GERAL, um dia de paralisação da educação, que será no dia 1º de março (próxima semana), com a participação efetiva de todos os trabalhadores em educação dos Centros de Educação Infantil e escolas da Rede Municipal de Ensino.

Como resposta imediata ao sindicato, os vereadores se comprometeram a agendar uma reunião com representantes da Prefeitura para ver se é possível um acordo entre Sinted e Administração Municipal. O encontro deverá ocorrer na tarde desta quinta-feira (25).

O vereador Beto Araújo também fará um requerimento para a prefeita pedindo informações sobre os gastos com funcionários da Educação Pública Municipal: nome, cargo, função; número de efetivos convocados, cedidos. A exemplo do que já fez o Sinted, via ofício encaminhado para o secretário de Administração da Prefeitura.

 

sintedreuniao3

ASSESSORIA DE IMPRENSA

Câmara Municipal de Três Lagoas/MS