Outros

Simone Tebet vai defender a agricultura familiar no Senado

Campo Grande (MS) – Depois de receber o apoio de centenas de famílias rurais dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul, inclusive por intermédio da FAF/MS (Federação da Agricultura Familiar de Mato Grosso do Sul), a vice-governadora Simone Tebet, candidata ao Senado pelo PMDB, disse ontem à noite (21), diante de dezenas de membros da federação reunidos em Campo Grande, que será a senadora que vai defender a agricultura familiar no parlamento.

“Como prefeita de Três Lagoas, por dois mandatos, sempre nos preocupamos muito com o meio rural, onde construímos duas grandes escolas e realizamos dezenas de outras obras e serviços em favor das famílias do campo”, afirmou a candidata durante reunião com membros da FAF/MS.

A reunião contou com homens e mulheres (maioria) do campo, de diversos municípios de Mato Grosso do Sul. O presidente da entidade, Paulo César Faria afirmou que produtores rurais da agricultura familiar no Estado querem Simone Tebet no Senado para representá-los e lutar pelos seus interesses. “Simone já provou para nós que sabe como trabalhar para ajudar o campo a produzir mais e melhor. Por isso nós a apoiamos integralmente nessa luta por uma  vaga no Senado”, afirmou.

Homens e mulheres do campo, do município de Três Lagoas, disseram que testemunharam o esforço e preocupação de Simone Tebet, quando prefeita da cidade, com as famílias do campo. Maria Helena do Carmo, moradora no distrito de Arapuã conta que depois que soube que crianças eram obrigadas a sair de casa até às 2 da manhã, para chegar em sala de aula às 7 horas, em Três Lagoas, ela (Simone) mandou construir imediatamente duas escolas rurais, em regiões estratégicas para diminuir o percursos das crianças diariamente para estudar. “Ela fez muitas coisas assim, pensando realmente nas necessidades da família. Por isso tem nosso total apoio para se eleger ao Senado”, afirmou a agricultora.

Foi Simone Tebet também, como prefeita de Três Lagoas, que construiu a primeira clínica médica rural de Mato Grosso do Sul e, segundo ela, pode ter sido a primeira do Brasil.

Força do Campo

 A FAF/MS, que possui mais de 15 mil famílias filiadas, representa um universo de 72 mil famílias de pequenos e médios agricultores de Mato Grosso do Sul. Na reunião de ontem à noite, Simone assumiu o compromisso de representar todas elas no Congresso Nacional, onde pretende lutar pelos seus interesses.

“Vamos lutar para facilitar a liberação de financiamentos, pois temos recebido muitas reclamações do excesso de burocracia para essas liberações”, afirmou a candidata. Simone vai buscar também cursos profissionalizantes e de aperfeiçoamento das atividades rurais, para aumentar e melhorar a participação da família na produção de alimentos e artesanato.

         Simone Tebet disse também que uma comunidade rural como esta (agricultura familiar), que responde por mais de 30% de tudo o que consumimos (70% do feijão; 80% da mandioca; 50% dos ovos e a maior parte dos legumes e verduras), “precisa de todo apoio do poder público para produzir mais e melhor. Precisa de uma assistência especial em todas as áreas”, afirmou a candidata justificando a necessidade de representá-los no Senado.