- Destaque - Destaque Principal Três Lagoas

SIG identifica cadáver carbonizado encontrado na Cascalheira

O reconhecimento da vítima foi feito, no momento em que a mãe reconheceu uma tatuagem no antebraço esquerdo do corpo, cuja arte era a escrita dos nomes dos filhos da vítima

Após receber uma ligação anônima de uma voz feminina, a Polícia Militar deslocou-se até o bairro Distrito Industrial II em Três Lagoas, na vegetação localizada atrás da Industria Fatex, onde haveria um cadáver queimado e já em decomposição.

No local, que fica próximo à Cascalheira, foi constatado a veracidade da denúncia. Foram iniciados os trabalhos de investigação e apuração dos fatos e, após averiguar as pessoas desaparecidas, a polícia solicitou a presença da mãe da vítima, que confirmou ser seu filho Fagner Augusto Ribeiro da Silva, de 26 anos, desaparecido desde 20 de novembro de 2015.

O reconhecimento da vítima foi feito, no momento em que a mãe reconheceu uma tatuagem no antebraço esquerdo do corpo, cuja arte era a escrita dos nomes Ronan e Victor, filhos da vítima.

A mãe da vítima informou, ainda, que no dia 21 sua filha ligou no celular da vítima, e quando a chamada foi atendida ela ouviu um forte som de vento e uma voz baixa que disse: “Chama a Polícia”.

No entanto, a mãe da vítima afirmou não acreditar que a voz na ligação fosse a de seu filho, pois nesse momento ele provavelmente já estaria morto. Ao ser questionada, a mãe não soube informar se a vítima estaria envolvida com drogas ilícitas.

Segundo informações da Polícia Civil, as investigações estão em processo e ainda não se sabe os envolvidos no crime. Foram ouvidas, a esposa e a mãe da vítima.

Max Souza

Hojemais