- Destaque - Destaque Principal Política

Semana no Congresso terá debate sobre cassação de Delcídio do Amaral

Preso na Lava Jato, petista tem até quinta (18) para apresentar defesa ao Conselho de Ética

A semana será decisiva para o senador Delcídio do Amaral (PT-MS) no Congresso Nacional. Preso em novembro na Operação Lava Jato, o petista tem até a próxima quinta-feira (18) para apresentar defesa ao Conselho de Ética e convencer os colegas de que não quebrou o decoro parlamentar ao oferecer dinheiro e sugerir uma rota de fuga para livrar o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró da prisão.

Depois da chegada da defesa, a comissão terá cinco dias úteis para apresentação de relatório preliminar, que vai indicar se a denúncia contra Delcídio será acatada ou não. A representação contra o senador foi feita pelo Rede Sustentabilidade em conjunto com o Partido Popular Socialista (PPS), em 1º de dezembro.

“Vamos ouvir pessoas que possam contribuir para a formação do parecer conclusivo. Feito isso, o senador Delcídio também pode — e acredito que o fará — apresentar a sua defesa final”, disse o senador do Tocantins.

A expectativa de Ataídes é que o processo no Conselho de Ética siga até a segunda quinzena de março.

DENÚNCIA

A denúncia contra Delcídio do Amaral pede instauração de procedimento disciplinar para verificação de quebra do decoro parlamentar do senador.

A prisão do senador foi autorizada pelo ministro relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavaski, que atribuiu ao senador a tentativa de obstruir as investigações.

Delcídio segue para completar três meses de prisão
(Foto: Agência Brasil)

Correio do Estado