Esporte

Sem estrutura para treinar, atleta “tem” vergonha de falar sobre o Estado

(Foto: Gerson Oliveira / Correio do Estado)

Yeltsin lamenta a falta de apoio financeiro e de estrutura para treinar

Um dos principais destaques do esporte paralímpico sul-mato-grossense e nome forte para conquistar uma vaga nos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, Yeltsin Jacques Ortega foi mais uma vez convocado para seleção brasileira, mas garante não ter motivos para comemorar.

Com falta de apoio financeiro e estrutura do poder público, o atleta medalhista em diversas competições internacionais garante que tem vergonha de falar sobre seu Estado. “Tenho vergonha de dizer que sou sul-mato-grossense. Aqui ninguém está nem aí com os atletas que realmente treinam, talvez seja o único estado brasileiro sem uma pista decente para treinamento e não oferece nenhuma estrutura”, lamentou o atleta.

Entre os melhores do Brasil e e o único de MS convocado para equipe nacional principal, o atleta que compete nas provas de fundo de 400m, 800m, 1,5m e 5  mil metros lamenta a forma como os atletas tem sido tratados. “Não podemos com a mídia continuar maquiando a fatal de estrutura. Eu não fui convocado, eu faço parte da seleção brasileira de atletismo principal, porém no que depender do estado ou município eu morreria de fome”, disse.

 

viaSem estrutura para treinar, atleta “tem” vergonha de falar sobre o Estado – Correio do Estado.

Sem estrutura para treinar, atleta “tem” vergonha de falar sobre o Estado