- Destaque - Destaque Principal Três Lagoas

Secretaria de Meio Ambiente discute utilização da água em ciclo de palestras

Entre os professores especialistas da área, também foi convidado o Bispo da Diocese de Três Lagoas, Dom Luiz Knnup

Cerca de 200 pessoas participaram do ciclo de palestras do 5º Seminário sobre o Dia Mundial da Água. O evento, que foi realizado no auditório das Faculdades Integradas de Três Lagoas (AEMS), foi promovido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Agronegócios, Ciência e Tecnologia, com apoio da Companhia de Gás de Mato Grosso do Sul (MSGÁS).

Abrindo o evento, o secretário de Meio Ambiente, Jurandir da Cunha Viana Junior (Nuna) agradeceu a presença dos representantes do Exército, Polícia Militar e Polícia Militar Ambiental. Também foram citadas as instituições do Sistema S (Senac, Senai, Sesc), Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS), Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Sanesul e MS Gás. O agradecimento de estendeu ainda, aos alunos do Cento Juvenil Jesus Adolescente, da Missão Salesiana, coordenados pelo mestre Armando Catrana; aos alunos do IFMS e AEMS.

Abordando a escassez da água e o desperdício, o grupo de teatro “Nem Nome Tem” apresentou uma intervenção artística que, por meio de imagens projetadas, músicas, manchetes de jornais interpretação de quatro atores, alertou para o caos que a humanidade pode viver caso esse recurso natural vital venha a se esgotar.

Palestras

A primeira palestra foi ministrada pelo Bispo da Diocese de Três Lagoas, Dom Luiz Knnup. Bacharel em Filosofia pelo Instituto Filosófico Arquidiocesano de Maringá – PR, também é graduado em Tecnologia pelo Centro Interdiocesano de Tecnologia de Cascavel – PR.

Em sua fala, o Bispo discorreu sobre a importância do saneamento básico, tratamento de esgotos, coleta de resíduos sólidos e aterros adequados. Abordou também, sobre a Campanha da Fraternidade 2016, que neste ano tem como tema “Casa comum, nossa responsabilidade”, que vai discutir com as comunidades católicas a situação do saneamento básico no país.

Na sequência, outros três palestrantes se posicionaram sobre o tema: Maria José Vilela, professora de biologia da UFMS; José Luiz Lorenz Silva, professor aposentado da UFMS, doutor em Geologia Sedimentar e Antônio Cezar Leal, professor doutor do Departamento de Geografia, da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Julio de Mesquita Filho (Unesp) de Presidente Prudente – SP.

Encerramento

Após as palestras, que foram todas exibidas por vídeo, Juscyo Mario Barbosa Martins, da Secretaria de Meio Ambiente, apresentou uma reportagem que traçou a situação da água no país.

Já o secretário Nuna Viana falou brevemente sobre os trabalhos da Secretaria de Meio Ambiente e sobre a importância de educar as crianças, mostrando a importância de se preservar os recursos naturais desde a infância.

Dia Mundial da Água

Criado em 22 de março de 1992, pela Organização das Nações Unidas (ONU), o Dia Mundial da Água tem como objetivo levantar discussões sobre o tema, a fim de provocar uma mudança no uso do recurso natural. Para isso, a ONU também criou a Declaração dos Direitos Universais da Água, que estabelece por meio de dez artigos, importantes pontos que devem ser assegurados aos seres humanos e devem ser seguidos para a defesa e proteção das águas do planeta.

 

Larissa Lima

Assecom