- Destaque - Destaque Principal Três Lagoas

Saúde investiga seis casos suspeitos de H1N1 em Três Lagoas

Neste ano, uma mulher de 30 anos morreu com a suspeita da doença

Boletim Epidemiológico da SES (Secretaria Estadual de Saúde), divulgado nesta quarta-feira (27), mostra que Três Lagoas registrou seis casos suspeitos de gripe H1N1 e uma morte neste ano. Todos aguardam resultados de exames laboratoriais. No ano passado, não foi registrada nenhuma suspeita da doença no município.

No dia 18 de abril uma mulher de 30 anos, que morava no bairro Interlagos, morreu com a suspeita da doença. A Secretaria Municipal de Saúde aguarda resultado dos exames que irão ou não confirmar a morte da jovem por H1N1.

Neste sábado (30) será realizado no município o Dia D de vacinação contra a H1N1. Todas as unidades de saúde funcionarão das 7h às 17h, sem intervalo para o almoço.

Serão vacinadas pessoas que fazem parte dos grupos de risco: crianças de seis meses a seis anos incompletos, gestantes, idosos a partir de 60 anos, trabalhadores da área da saúde, puérperas e doentes crônicos.

A gripe H1N1 é uma doença respiratória causada pelo vírus influenza que provoca febre, tosse, dor de garganta, dores no corpo e mal estar. As principais agravantes da infecção pelo vírus influenza são complicações como pneumonias e dificuldades respiratórias que podem levar à internação e até mesmo a morte.

Gisele Mendes

Hojemais