Três Lagoas

Reunião de Azambuja com Petrobras está prevista para o dia 4 de fevereiro

A crise que assola os empresários de Três Lagoas, que ainda aguardam o pagamento de dívidas de R$ 12 milhões do consórcio da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados da Petrobras (UFN3), deverá ser debatida no dia 4 de fevereiro. O assunto será levado pelo governador do Estado, Reinaldo Azambuja, até a presidente da Petrobras, Graça Foster, em reunião na sede da estatal no Rio de Janeiro.

Na semana passada, em reunião com empresários de Três Lagoas, presidente da Faems e prefeita da cidade, Azambuja prometeu interceder pelos empresários com a Petrobras. O encontro no dia 4 estaria pré-agendado, mas ainda não foi confirmado pela assessoria da estatal. Ontem, cerca de 30 empresários fornecedores do consórcio, que esperam por R$ 12 milhões, fizeram novo protesto na rodovia BR-158, perto da entrada do canteiro de obras da fábrica, em Três Lagoas. As informações são do site Perfil News.

Segundo informações do site, o protesto chegou a paralisar por 20 minutos a entrada do canteiro de obras, mas não causou congestionamento de veículos. O movimento serviu apenas para demonstrar o desespero e descontentamento dos ex-fornecedores com a situação.

De acordo com um dos líderes, “o movimento é uma demonstração dos empresários que se sentiram lesados pelo Consórcio da UFN3, que prestaram serviços e não receberam”.

Segundo José Maria Castilho, que participou do protesto, hoje será realizada uma outra reunião na sede da Associação Comercial e Industrial de Três Lagoas (ACITL), a partir das 11h.

O encontro tem por objetivo definir os próximos passos da classe, que busca uma solução para o problema que já causou inúmeras demissões na cidade. Na segunda-feira, os comerciantes bloquearam o trecho da BR-262, em cima da barragem de Jupiá com faixas e veículos. O movimento fechou a rodovia impedindo a passagem de veículos que entravam e saiam dos estados Mato Grosso do Sul e São Paulo.

 

viaReunião de Azambuja com Petrobras está prevista para o dia 4 de fevereiro – Correio do Estado.

Reunião de Azambuja com Petrobras está prevista para o dia 4 de fevereiro