Três Lagoas

Reinaldo assina termo e amplia atendimento médico em Três Lagoas

De acordo com o termo de cooperação assinado, o Governo apoiará a habilitação do hospital em alta complexidade em ortopedia e cardiologia

O governador Reinaldo Azambuja assinou na tarde da última sexta-feira (27), em Três Lagoas, um termo de cooperação entre o Governo do Estado e o Hospital Auxiliadora, referência no atendimento na região, que prevê ampliação de leitos e da complexidade dos serviços.

De acordo com o termo de cooperação assinado, o Governo do Estado apoiará a habilitação do hospital em alta complexidade em ortopedia e cardiologia intervencionista; a ampliação de oito leitos da Unidade de Terapia Intensiva, da rede de urgência e emergência e de duas salas do centro cirúrgico; a reforma e readequação de enfermarias e o plano de implantação do serviço de radioterapia, com a instalação de um acelerador linear.

A pactuação entre o Governo e o Hospital Auxiliadora poderá melhorar o atendimento que a unidade médica já executa com pacientes de todos os municípios da microrregião: Água Clara, Aparecida do Taboado, Bataguassu, Brasilândia, Cassilândia, Inocência, Paranaíba, Santa Rita do Pardo, Selvíria e Três Lagoas.

O objetivo do termo é viabilizar propostas de avanço dos serviços, ampliando e melhorando a qualidade do atendimento dos usuários do Sistema Único de Saúde enquanto o Hospital Regional de Três Lagoas, compromisso de Governo do Estado, ainda não é inaugurado.

Reinaldo Azambuja garantiu que retornará em algumas semanas para Três Lagoas para assinar a ordem de serviço de construção do Hospital Regional. “A saúde não pode esperar. O termo de pactuação é uma forma de garantir a melhoria no atendimento. Vamos investir R$ 41 milhões na construção do HR. Mas a população precisa a curto prazo de uma saúde mais eficiente”, disse. Para iniciar as obras o governo espera pela finalização do empréstimo do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), de R$ 34 milhões.

Durante a solenidade o governador também pediu que a administração do Hospital Auxiliadora faça um projeto de ampliação dos leitos do SUS, quantificando os valores exatos (estimados em R$ 1 milhão) para que o Estado possa aplicar os recursos.

Segundo o secretário de Estado de Saúde, Nelson Tavares, a regionalização dos serviços é uma das principais metas da gestão. “A ampliação do grau de atendimento de média complexidade em Três Lagoas em ortopedia e cardiologia, além da ampliação dos leitos, beneficiará a população de 10 municípios e evitará a lotação de outros centros médicos”.

De acordo com a administradora do Hospital Auxiliadora, Irmã Aurélia, os atendimentos médicos da instituição em Três Lagoas acontecem há 95 anos. Atualmente o hospital possui 178 leitos, sendo 115 do SUS e são realizados cerca de 250 mil atendimentos ao ano. O corpo clínico é formado 150 profissionais de 26 especialidades médicas.

O Auxiliadora ainda conta ainda com um parque tecnológico moderno em seu Centro de Diagnóstico de Imagem e realiza exames de Ecocardiograma, Histerossalpingografia, Ultrassom, Mamografia Digital, Endoscopia e Colonoscopia, Eletrocardiograma, RX de contraste, Biópsias, Litotripsia e Tomografia. Em média são realizados 4 mil exames ao mês pelo SUS, convênios e particular.

 

 

viaReinaldo assina termo e amplia atendimento médico em Três Lagoas – A Tribuna News – Notícias de Campo Grande e interior do MS.

Reinaldo assina termo e amplia atendimento médico em Três Lagoas