Três Lagoas

População deve ficar alerta quanto a Dengue e febre Chikungunya

Mosquito vetor – Aedes Aegyp

Saúde alerta população quanto prevenção da Dengue e Chikungunya principalmente neste período de alta temperatura, momento propício para a proliferação do mosquito Aedes Aegypti.

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio das equipes de Controle e Combate às Endemias, reforça os cuidados que a população deve tomar para prevenir a reprodução e proliferação do mosquito Aedes Aegypti, transmissor do vírus da Dengue e febre Chikungunya.

A febre Chikungunya é causada por meio do mesmo vetor da Dengue, e assim como a Dengue apresenta sintomas de febre alta, dor de cabeça, mal-estar, falta de apetite e dor no corpo.

A diferença é que a febre Chikungunya gera dor nas articulações, que acomete o paciente de dor intolerável, deixando a pessoa inativa por um longo período, podendo durar até anos. Já a dengue provoca complicações como o risco de hemorragias, queda da pressão arterial e agressão dos órgãos.

A equipe de Controle e Combate às Endemias está intensificando as inspeções e orientações nas residências.

“Nós pedimos sempre a atenção dos moradores para que redobre o cuidado principalmente nessa época que é o mês das águas e de alta temperatura, época propícia para que o mosquito reproduza e prolifere”, explica o coordenador de Educação em Saúde, Fernando Garcia Brito.

O morador deve retirar de seus quintais e interior das casas tudo o que possa favorecer a criação de mosquitos.

Segundo o Boletim Epidemiológico de terça-feira (03), referente a oitava semana de 2015, foram notificados 138 casos de Dengue no Município, sendo constatados negativos 35 casos.

Até o momento não há nenhuma notificação da febre Chikungunya em Três Lagoas.

 

 

Por: Assessoria de Imprensa

viaPopulação deve ficar alerta quanto a Dengue e febre Chikungunya – Notícias de Três Lagoas – MS – Radio Caçula.

População deve ficar alerta quanto a Dengue e febre Chikungunya