Policial

Polícia investigará o PT pelos panfletos contra Azambuja

Ao revistar o comitê central do candidato a governador, senador Delcídio do Amaral (PT), o chefe de cartório da  44ª Zona Eleitoral, Wilson de Alencar Borba, encontrou o local abastecido de panfletos com notícias inverídicas contra o postulante à sucessão estadual, deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB). As informações contidas nos exemplares já haviam sido proibidas de serem divulgadas pela Justiça Eleitoral, mas, em clara desobediência, coordenadores de campanha do petista continuaram a divulgá-las, como pôde ser constatado na apreensão ocorrida na terça-feira (23).

De acordo com o oficial de Justiça, mais de mil panfletos foram apreendidos no comitê de Delcídio do PT, que foram recolhidos e encaminhados para “autoridade policial”. “Foram apreendidos outros materiais na região do centro”, disse Borba, que não soube precisar a quantidade total do material capturado.

Diante da transgressão judicial cometida pela coligação do senador petista, “Mato Grosso do Sul com Força de Todos” (PT, PR, PDT, PTB, PROS, PV, PC do B, PSL, PTC e PRP) e, ainda, pelo fato de os materiais informativos disseminados à população serem errôneos, os advogados da coligação Novo Tempo (PSDB/DEM/PSD/SD/PPS/PMN) já encaminharam o caso à Procuradoria Geral Eleitoral para serem tomadas as medidas cabíveis.

Conforme o defensor José Rizkallah Júnior, deverá ser cobrada multa pecuniária pelas infrações cometidas e, ainda, poderão ser aplicadas punições quanto ao crime de desobediência. “Na nossa representação, comunicamos o descumprimento, e a juíza da 44ª Zona Eleitoral [Cíntia Xavier Letteriello Medeiros] encaminhou o ocorrido para ser tomadas as medidas cabíveis”, informou Rizkallah, que não precisou qual valor será cobrado contra os petistas pelas transgressões.

Na denúncia apresentada à 44ª Zona Eleitoral, consta que, além do comitê central da campanha de Delcídio, os panfletos contra Azambuja também estavam sendo distribuídos na sede do PT, que se situa na Rua Rio Grande do Sul, em frente ao supermercado Walmart. Outros locais de Campo Grande também serviram como ponto de distribuição deste material. São eles: Avenida Afonso Pena com a Rua Pedro Celestino e a Rua Antônio Vieira, nº 263.

Informação Inverídica

De acordo com o advogado da coligação Novo Tempo, Delcídio do PT tem utilizado fato considerado regular pela Justiça com intuito de prejudicar seu adversário na disputa, Reinaldo Azambuja. A situação, usada reiteradamente de forma distorcida, é referente aos R$ 47 mil encontrados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), em uma caminhonete na qual estavam pessoas ligadas

ao tucano.

Apesar de o valor ser considerado alto, a Justiça entendeu que não é ilegal o transporte desta quantia em espécie, mesmo porque a legislação aprova o traslado de dinheiro desde que não ultrapasse o limite de R$ 100 mil. Além disso, conforme foi explicado por Rizkallah, ainda haverá declaração deste capital na prestação final da campanha.

 

viaPolícia investigará o PT pelos panfletos contra AzambuPolícia investigará o PT pelos panfletos contra Azambuja ja – Correio do Estado.