Três Lagoas

Poder público municipal “fecha” os olhos para vazamento de óleo no aterro sanitário

O site TL Noticias de Três Lagoas em mais uma reportagem investigativa mostra nesta terça-feira (27) um grave problema ambiental que foi flagrado no aterro sanitário do município, às margens da BR-158, na zona rural da cidade. Até o momento, o poder público municipal não foi ao local para tomar ciência do fato e impedir qualquer tipo de vazamento.

As imagens foram registradas por um leitor que revoltado, resolveu denunciar o caso de desrespeito ao meio ambiente.

Segundo ele, óleos usados, avariados ou até mesmo contaminados são estocados de forma irregular no aterro, ficando a céu aberto por vários dias, provocando grandes vazamentos do produto no solo, conforme mostram as imagens.

Outros produtos inflamáveis também são deixados em um espaço aberto como embalagens, estopas, galões e tambores. Enquanto os materiais não são transportados para o local correto de descarte, todos estes produtos deveriam estar estocados e guardados em locais fechados e cobertos e que não trouxesse nenhum tipo de risco de contaminação ao solo.

ATERRO SANITÁRIO DE TRÊS LAGOAS

 

No início da tarde de hoje, a reportagem esteve no aterro sanitário para falar com algum responsável para se pronunciar sobre as denúncias, mas ninguém foi encontrado. Novas fotos foram registradas no aterro e conforme as imagens mostra o pleno abandono a céu aberto materiais como tambores, usados para o transporte destes produtos contaminados. Containers da empresa que possuem adesivos para locação, também foram flagrados guardados no espaço de propriedade pública municipal.

FINANCIAL AMBIENTAL

Para maiores esclarecimentos dos fatos, a reportagem foi até a sede da empresa responsável pela coleta, a Financial Ambiental, situada na Avenida Rafael de Aro, no bairro Vila Haro. A atendente da empresa informou que o gerente não se encontrava e ao ser informada sobre as denúncias, revelou que os produtos químicos ou contaminados não são guardados no aterro sanitário de Três Lagoas. “Nós da Financial acondicionamos apenas o lixo residencial no aterro. Estes produtos contaminados que são coletados por nós são levados para Goiás para o seu descarte correto”.

AUTORIDADES COMPETENTES

As fotos que comprovam o vazamento de materiais contaminados serão entregues as autoridades competentes de Três Lagoas para tomarem providências quanto ao caso. A promotoria do Meio Ambiente e o IMASUL (Instituto do Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) também serão noticiados sobre as denúncias.

 

Por: Por Marco Campos do TL Notícias

 

viaJORNAL DIA DIA – Poder público municipal “fecha” os olhos para vazamento de óleo no aterro sanitário.

Poder público municipal “fecha” os olhos para vazamento de óleo no aterro sanitário