- Destaque - Destaque Principal Economia

Páscoa: Três-lagoense busca ofertas de ovos de chocolate, diz pesquisa

Em pesquisa divulgada ontem (24) pela Fecomércio MS indicou que 86 % população de Três Lagoas irão às compras nessa Páscoa. Ou seja, os ovos de chocolate serão o alvo dos consumidores na comemoração desta data.

A pesquisa feita pela Federação foi em parceria com Sebrae/MS, Universidade Uniderp-Anhanguera e Fundação Manoel de Barros, e foi realizada entre os dias 09 a 19 de março com a população economicamente ativa.

Com isso, a economia da cidade deve receber uma injeção de R$ 6,88 milhões. “Observamos que 48% dos consumidores dizem que vão pagar em dinheiro e outros 14% com pagamento em cartão de débito. É o momento dos empresários fazerem um aporte para estabilizarem o caixa e fazerem novos investimentos  no segmento”, sugere o presidente do Sistema Fecomércio MS, Edison Araújo. Outros 34 % afirmam que vão fazer a compra no cartão de crédito.

O valor médio, por presente, é de R$ 124,00, sendo que 54% afirmam que as compras vão ser direcionadas para a compra de ovos de Páscoa,  13% para as compras de caixa de bombons e chocolates caseiros (2%), movimentando a economia informal.

“Ao longo da série histórica das pesquisas de intenção de compras para o período da Páscoa, percebemos que o consumidor está atrás de preços justos, qualidade e atendimento. É preciso que o empreendedor esteja atento aos fatores que levam às compras, pois o consumidor está mais cauteloso com seus gastos e com maior poder de decisão”, complementa.

Segundo a pesquisa, a escolha do presente de Páscoa será feita em função da oferta de promoção e brindes (33%), do desconto de preço oferecido pelo comércio (29%) e da propaganda do produto (11%).

Os locais preferidos de compras são: (49%) em supermercados, (43%) em lojas do centro, (7%) em lojas dos bairros.  O consumidor pesquisou os preços dos ovos e comparou com os do ano passado. É importante relatar que 37% dos compradores indicaram que os preços estão mais caros, 22% afirmam que os preços estão iguais e outros 38% garantem que não se lembram do preço dos produtos no ano anterior.

Foram entrevistadas 2000 mil pessoas em 13 cidades de MS (Aparecida do Taboado, Aquidauana, Anastácio, Campo Grande, Chapadão do Sul, Corumbá, Dourados, Ladário, Naviraí, Nova Andradina, Ponta Porã, São Gabriel do Oeste e Três Lagoas), responsáveis por 65% do PIB estadual. Em Três Lagoas, 200 pessoas foram ouvidas.

Veja, no anexo, as pesquisas de MS, Três Lagoas, Aparecida do Taboado, Chapadão do Sul e Nova Andradina.

(Foto: Hojemais)
Da Redação
Hojemais Três Lagoas