- Destaque - Destaque Principal Três Lagoas

Marcia Moura participa da inauguração do novo ramal de gás natural

A cerimônia foi realizada na sede da indústria de celulose Eldorado Brasil

A prefeita Marcia Moura (PMDB) participou na manhã desta segunda-feira (16), da assinatura do contrato de doze anos entre o Governo do Estado por meio da MS Gás e a fábrica de celulose Eldorado Brasil que fornecerá gás natural provenientes do novo ramal. A cerimônia foi realizada na sede da fábrica, onde contou com a presença do Governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB), do deputado Estadual Angelo Guerreiro (PSDB), do presidente da Eldorado Brasil, José Carlos Grubisich e entre outras autoridades.Marcia Moura disse que embora o país atravesse o período de crise, o Município continua tendo ânimo em receber investimentos. “Essa empolgação é de Três Lagoas e do empreendedorismo que acreditam na política de incentivos fiscais, na nossa população que recebe cursos de capacitações oportunizando o emprego e gerando o crescimento da Cidade”, disse.

A prefeita falou da necessidade de vinda de mais indústrias para movimentar a economia local.  “Precisamos incentivar novos empreendimentos a virem pra Três Lagoas, a estarem no Mato Grosso do Sul para ganharem sim o incentivo fiscal e assim continuarmos com o nosso crescimento. Nosso estado faz diferença no PIB nacional que nos faz bater no peito e dizer com orgulho que somos sul-mato-grossenses”, disse.

Além disso, agradeceu a Eldorado Brasil pelo apoio de projetos sociais que melhoram a qualidade de vida do três-lagoense. Também parabenizou o deputado Angelo Guerreiro pela sugestão do novo ramal levar o nome do ex-prefeito da Cidade Issam Fares.

COMPETITIVIDADE ALIADA À ECONOMIA

O governador Reinaldo Azambuja disse que graças ao planejamento da equipe de engenharia responsável pelo projeto na qual resultou a economia de R$ 2 milhões na obra. De início, a previsão de orçamento para a execução era de R$ 60 milhões, mas no final o custo foi para R$ 58 milhões. “Nós mostramos ao DNIT que poderia utilizar a ponte do Rio Sucuriú, o que barateou o projeto possibilitando esse ganho”, disse.

Outro ponto enfatizado por Azambuja foi da preocupação na sustentabilidade que o governo tem dado atenção nos últimos tempos. “Queremos transformar o nosso Estado em carbono zero na absorção e na emissão de gases. O setor florestal tem contribuído muito nesse equilíbrio na redução de emissão de gases, para que possamos ter o meio ambiente sustentável e ter competitividade na nossa economia”, falou.

O governador também disse que foi uma negociação difícil, mas houve entre ambas as partes o ponto de equilíbrio para trazer o insumo de gás natural. Também agradeceu ao banco do Brasil que foi uma das fontes de financiamentos pelo FCO, que foi o agente repassador para a conclusão do empreendimento.

O presidente da Eldorado Brasil lembrou do início da produção de celulose e a missão da empresa com a premissa em quatro pilares: competividade, sustentabilidade, inovação e valorização das pessoas. “O conjunto desses pilares faz parte deste projeto que vai trazer mais competividade para nós, no que permite sair do óleo combustível para o gás natural, resultando na economia, fazendo integração com todo Mato Grosso do Sul e é ganho importante para sustentabilidade”, destacou.

Rodrigo Trindade, diretor-presidente da MS Gás, disse que o momento foi traduzido na empolgação que não só da equipe, mas também na execução da obra. Também agradeceu aos sócios e ao Banco do Brasil que acreditaram no projeto. “Foram 40 quilômetros de aprendizado, de persistência e utilização de uma técnica extremamente aprimorada”, disse.

O presidente da Câmara do município de Três Lagoas, Jorginho do Gás, agradeceu a confiança do governo do Estado e também da indústria em acreditar no município para a viabilidade da obra. “Nós sabemos que para a indústria ter competividade precisa ser criativa e o gás natural traz a redução de economia e a torna mais competitiva”, disse.

HOMENAGEM

O Ramal leva o nome do ex-prefeito de Três Lagoas, Issam Fares, projeto de autoria do deputado Estadual Angelo Guerreiro. O filho do homenageado, Issam Fares Júnior agradeceu a iniciativa em lembrar-se de seu pai desta maneira. “Quando pensamos na homenagem do gasoduto que tem uma relação direta com a indústria, então veio esta homenagem a calhar com ele que teve uma gestão de industrializar a cidade, trazendo novos empregos e esperança”, disse.

O deputado estadual Angelo Guerreiro, que representou a Assembleia Legislativa de MS, disse que a macrorregião é beneficiada pela obra. “Um contrato vai gerar uma economia de 30% para empresa, gerando mais empregos, benefícios e mais impostos para que possamos ter mais investimentos”, disse. Sobre a homenagem, Guerreiro agradeceu todos os deputados que aprovaram a sugestão feita por ele.

NOVO RAMAL

O novo ramal de gás natural recebeu o investimento de R$ 58 milhões, possui 40 quilômetros de extensão de dutos em todo o percurso e utiliza uma moderna tecnologia para ultrapassar córrego e a travessia do rio Sucuriú. Serão fornecidos 140 metros cúbicos para Eldorado Brasil. A obra representa uma importante etapa da política de incentivos do Governo do Estado para atrair empreendimentos, gerar empregos e renda para a população e integrar o plano de desenvolvimento regional implementado pela Administração Estadual.

Para a parceria do Estado de Mato Grosso do Sul por meio da MS Gás e a Eldorado Brasil Celulose, foi assinado o contrato de compra e venda de Gás Natural com validade de até 30 de junho de 2028.

 

Assecom

Galeria de Imagens: Divulgação

gasogaso2gaso3gaso4gaso5