- Destaque - Destaque Principal Três Lagoas

Jornalista que registrou jacaré na pista de saúde fala sobre o flagrante

Ricardo Ojeda, jornalista e proprietário do site Perfil News de Três Lagoas conversou na manhã desta quarta-feira (29) com a equipe de reportagem do portal TL Notícias para comentar sobre o flagrante que fez nas primeiras horas da manhã de ontem, (28) no principal cartão postal da cidade, na Lagoa Maior.

Segundo o profissional, para restabelecer sua saúde, caminhadas são feitas por ele sempre às 05h30min e para seu privilégio, pode captar um espetáculo da natureza.

“Como jornalista, sempre carrego meu smartphone para registrar os melhores momentos da natureza e assim, captar os melhores da fauna local. Pra mim foi uma recompensa muito grande poder fotografar um jacaré do papo amarelo atravessando a pista de saúde. O Pantanal é aqui em Três Lagoas”, explicou Ojeda.

A imagem venceu fronteiras e foi divulgada em vários Países como Espanha e Portugal.

“Esta foto transpôs fronteiras e teve mais de 10 mil Curtidas no meu Facebook pessoal. Chegaram a dizer que estas imagens não foram registradas em Três Lagoas. Posso afirmar que foi feita por mim, Ricardo Ojeda”, finalizou o jornalista.

Nos últimos anos, animais desta espécie são vistos com frequência na lagoa, mas nunca tinha sido visto no espaço destinado aos atletas.

PERIGO EMINENTE Para os especialistas da área, o caso é preocupante, principalmente por este tipo de animal conviver diariamente com centenas de pessoas que passam pela orla do lago, por ser presas fáceis para este tipo de predador. Geralmente os jacarés atacam quando se sentem ameaçados ou quando seu habitat natural é degradado, indo procurar alimento e moradia em outros lugares.

Ao mesmo tempo, estas espécies são ecologicamente importantes porque fazem o controle biológico de outras espécies animais ao se alimentarem daqueles indivíduos mais fracos, velhos e doentes, que não conseguem escapar de seu ataque.

Também controlam a população de insetos e dos gastrópodes (caramujos) transmissores de doenças como a esquistossomose (barriga-d’água). Suas fezes servem de alimento a peixes e a outros seres vivos aquáticos.

ANIMAL RÁPIDO

Ao contrário do que se pensa, o jacaré não é lento. Se for melindrado ou estiver preste a dar o bote, adquire velocidade impressionante. Dentro da água, seu ataque é geralmente mortal, já que é um exímio nadador.

O jacaré é carnívoro e aceita tudo, desde que a alimentação oferecida seja à base de proteína animal. A exigência alimentar é de 10 % do peso vivo ao dia, pois tem o metabolismo lento.

O que mais assusta nesse animal é o tamanho de sua boca e a quantidade de dentes – entre 70 e 80. Quando a vítima é pequena, o jacaré simplesmente engole a presa inteira. Já quando a vítima é maior, o jacaré a segura pelas mandíbulas e a sacode bruscamente até que se despedace. Quando o ataque acontece dentro da água, uma espécie de válvula isola a traqueia evitando, assim, que a água invada o pulmão.

Por: Da Redação com fotos de Ricardo Ojeda