- Destaque - Destaque Principal Três Lagoas

Imobiliárias e Endemias se unem no combate ao aedes aegypti

Anvisa informa repelentes e anuncia terceira fase de testes com vacina contra dengue

O verão está chegando, é preciso estar alerta, pois é um período chuvoso e a proliferação do aedes aegypti deve aumentar, assim como os casos de dengue, Zica vírus e chikungunya.

De acordo com a Vigilância Sanitária é responsabilidade da equipe do setor de Endemias, cuidar tanto da área dentro do perímetro urbano quanto área rural, entretanto, se o imóvel tiver fechado e estiver sob responsabilidade de alguma imobiliária, a Saúde precisa de autorização pra entrar no local e fazer a inspeção.

As visitas de agentes de saúde do município devem aumentar neste período para potencializar a prevenção. Outra ação será feita em parceria com as imobiliárias.

O presidente da Associação de Corretores de Imóveis de Três Lagoas, Antônio Alves de Souza informou que começa hoje (11), uma campanha junto às imobiliárias para ação de combate ao mosquito Aedes Aegypti.

ALERTA

O calor e poças d’água formam o ambiente ideal para reprodução do mosquito transmissor. A Fiocruz do Rio de Janeiro alerta que é preciso redobrar a atenção, por que os ovos do aedes aegypti podem durar até 450 dias e a fêmea pode depositar mais de mil ovos em vários locais diferentes.

REPELENTES

Em todo lugar é noticiado medidas de prevenção do mosquito, porém uma vez que eles existam em todos os lugares, o que resta a população e tentar mantê-los o mais longe possível. A Anvisa aprova três princípios ativos de repelentes, o que os diferencia é apenas o tempo de ação:IR3535 – 4h; DEET – 6h-8h (com concentração de 20%; ICARIDINA – 10h.

VACINA

A Anvisa anunciou nesta sexta-feira, que pela necessidade de urgência envolvendo a saúde pública decidiu liberar a terceira fase de pesquisa da vacina contra dengue, desenvolvida pelo Instituto Butantã.  Esta etapa deve analisar a eficácia da vacina.

Três lagoas foi um dos 63 municípios que participaram do projeto que estuda a elaboração da vacina, mais de mil voluntários participaram.

Segundo o portal de notícias UOL, a previsão do instituto é que esta fase seja realizada entre o fim deste ano e o início de 2016. A vacina, desenvolvida em parceria com os Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos (NIH na sigla em inglês), tem o objetivo de proteger contra os quatro subtipos de vírus da dengue. A proposta é que a última etapa de estudos envolva 17 mil voluntários, divididos em três faixas etárias: 2 a 6 anos; 7 a 17 anos e 18 a 59 anos.

(Foto: Reprodução/Internet)

Camila Carvalho

Hoje Mais