Três Lagoas

Hospital Auxiliadora realizada campanha “Rins Saudáveis”

EquipeEm seu terceiro ano consecutivo, o Hospital Auxiliadora, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, comemorou o Dia Mundial do Rim com várias ações de prevenção. O evento foi realizado no sábado (14), na praça Ramez Tebet, em parceria com a Sociedade Brasileira de Nefrologia, e teve como tema “Rins Saudáveis”.

A ação reuniu uma equipe formada por médicos, enfermeiros, psicólogos, nutricionista e assistente social, onde foram realizadas várias ações como aferição da pressão arterial, teste de glicemia, Índice de Massa Corpórea (IMC) e orientações sobre o bom funcionamento dos rins.

O objetivo da campanha é alertar a população quanto à adoção de hábitos saudáveis e o autocuidado com doenças crônicas não transmissíveis, como hipertensão arterial sistêmica, diabetes e obesidade.

De acordo com o médico nefrologista do Hospital Auxiliadora, Dr. Renato Pontelli, a quantidade de pessoas com alguma alteração nos rins é grande. “No Brasil há cerca de 100 mil pessoas em tratamento de hemodiálise. Aqui em Três Lagoas nós temos 70 pacientes, e acredita-se que estatisticamente para cada um há pelo menos outras 20 pessoas com disfunção renal sem saber. A ideia da campanha é tentar localizar estas pessoas”, explica.

 

Nariman Ananete Coimbra Ribeiro, de 56 anos, conta que ouviu sobre a campanha no rádio e resolveu comparecer para conferir a saúde. “Eu sempre participo de todas as ações realizadas pelo Hospital Auxiliadora e sou bem atendida. Como já tenho problema nos rins, é sempre bom estar alerta e procurar orientações”, diz.

Após realizar o teste de glicemia, Fátima Souza de Araújo (56) ficou surpresa ao descobrir que é diabética. “Estava passando pelo local e um rapaz me deu o folheto. Ações como estas são muito importantes, pois assim como eu, outras pessoas também não sabem que tem a doença. Recebi orientações do médico e agora vou ficar atenta com a saúde e procurar o tratamento”, conta.

Dr. Renato Pontelli explica que se não controlada, ao longo do tempo, a diabetes pode causar a perda da função renal. “Encontrar pessoas que possuam a doença e orientá-las antes que elas tenham complicações graves é um dos motivos que fazem a campanha valer a pena. A orientação e o conhecimento são armas muito poderosas, pois se a pessoa se conhece e busca a sua saúde, ela vai viver melhor e por mais tempo”, finaliza o médico.

O Hospital Auxiliadora busca levar para a população ações preventivas. Mais informações pelos fones (67) 9952 00 52 ou (67) 8109 9605.