Geral

Governo do Estado estuda reduzir taxa de vistoria obrigatória em veículos

(Foto: Paulo Ribas/Correio do Estado)

Outras mudanças em estudo são a ampliação do tempo mínimo de uso do carro e de oficinas credenciadas

Reduzir o valor da taxa, aumentar o número de empresas credenciadas e alterar uma das regras da inspeção veicular anual, a vistoria do licenciamento, são algumas das mudanças que estão sendo estudadas pelo Governo do Estado para por fim à polêmica envolvendo a exigência que entrou em vigor no mês de dezembro do ano passado.

Em agenda pública na manhã de ontem, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) reafirmou a necessidade de existir a vistoria e disse que alguns pontos estão sendo estudados e podem ser revistos. “Essa vistoria é uma exigência do Denatran, alguns estados não fazem, mas outros fazem há mais de três anos, todos Detrans terão que fazer essa vistoria, então não adianta empurar a situação com a barriga”, declarou Azambuja.

Sobre as mudanças estudadas, o governador afirmou que uma delas será levada ao Denatran pelo movimento dos caminhoneiros e pode ser adotada por Mato Grosso do Sul dependendo dos direcionamentos do departamento nacional. Atualmente, carros com mais de cinco anos de fabricação, ou seja, fabricados até o ano de 2009, precisam passar pela vistoria até o mês de vencimento do licenciamento. A inspeção tem o objetivo de verificar o estado do automóvel e custa R$ 104 no Detran (Departamento Estadual de Trânsito) e R$ 120 nas Empresas Credenciadas Veiculares (ECVs).

 

DA REDAÇÃO

viaGoverno do Estado estuda reduzir taxa de vistoria obrigatória em veículos – Correio do Estado.

Governo do Estado estuda reduzir taxa de vistoria obrigatória em veículos