- Destaque - Destaque Principal Três Lagoas

Fibria e SENAI qualificam jovens para o setor florestal

Por meio do programa Jovem Aprendiz, a Fibria em parceria com o SENAI/MS concluiu a qualificação de 19 jovens como mecânicos de máquinas florestais.

A empresa participa do programa de aprendizagem há três anos e tem contribuído para a formação da mão de obra qualificada que atende não só as demandas da unidade, mas também de outras empresas situadas no entorno de Três Lagoas. “O programa proporciona aos jovens a possibilidade de formação profissional e uma melhor colocação no mercado de trabalho”, explica a coordenadora de Desenvolvimento Humano e Organizacional (DHO), Evelise Souza.

Com duração de 12 meses, o programa é dividido nas etapas teórica, com aulas no SENAI, e prática, em que o aluno recebe a formação dentro do Centro de Capacitação da Fibria e atua com a supervisão dos profissionais da empresa. “O contato com o ambiente real de trabalho facilita a aprendizagem e reafirma a aptidão vocacional para a atividade que ele irá exercer no futuro”, diz Evelise.

Após a formação, a Fibria organizou um workshop para incentivar a colocação dos aprendizes no mercado de trabalho. Na grade programática, eles receberam dicas de como estruturar um currículo, como se portar em entrevistas, cuidado com a imagem pessoal e profissional, dentre outras ações.

Para o aprendiz Maciel dos Santos Oliveira, de 23 anos, a participação do curso foi decisiva na sua formação profissional. “O setor florestal está em expansão na região e meu objetivo é dar continuidade à minha formação. Irei fazer também um curso técnico para me especializar e aproveitar as oportunidades que estão surgindo no mercado de trabalho”, diz Oliveira.

Durante todo o processo de aprendizagem a Fibria também forneceu aos alunos transporte, seguro de vida, plano de saúde, alimentação e bolsa auxílio.

Nova turma

Com a conclusão, outros 21 jovens iniciaram a nova etapa do curso de aprendizagem que irá formar cinco técnicos administrativos e 16 técnicos em mecânicos de máquinas florestais.

Por ser uma modalidade técnica, a duração dos cursos será de 23 meses. “Essa mudança veio por meio do próprio programa e para a Fibria é muito bom, pois teremos a oportunidade de desenvolver um profissional com olhar mais crítico sobre os processos”, diz a coordenadora.

Sobre a Fibria

Líder mundial na produção de celulose de eucalipto, a Fibria é uma empresa que procura atender, de forma sustentável, à crescente demanda global por produtos oriundos da floresta. Com capacidade produtiva de 5,3 milhões de toneladas anuais de celulose, a companhia conta com unidades industriais localizadas em Aracruz (ES), Jacareí (SP) e Três Lagoas (MS), além de Eunápolis (BA), onde mantém a Veracel em joint-venture com a Stora Enso. Em maio de 2015, a Fibria anunciou a expansão da unidade de Três Lagoas, que terá uma nova linha com capacidade produtiva de 1,75 milhão de toneladas de celulose por ano. A previsão é que a nova fábrica, que terá investimentos de aproximadamente R$ 7,7 bilhões (equivalente a cerca de US$ 2,5 bilhões), comece a operação no quarto trimestre de 2017. A companhia possui 968 mil hectares de florestas, sendo 561 mil hectares de florestas plantadas e 342 mil hectares de áreas de preservação e de conservação ambiental. A celulose produzida pela Fibria é exportada para mais de 40 países.

 

Fonte: CDN Comunicação Corporativa