- Destaque - Destaque Principal Três Lagoas

Escorpião mais venenoso do Brasil é encontrado com frequência em Três Lagoas

Escorpião amarelo já foi encontrado em vários bairros

O escorpião amarelo, o mais venenoso do Brasil, já foi encontrado em vários bairros em Três Lagoas. O Fernando Garcia Brito, coordenador de educação em saúde, atenta a população sobre como evitar esse visitante indesejado, e como proceder quando encontrar com um.

Em Três Lagoas, já foi registrado a surgimento de escorpião nos bairros: Colinos, Santos Dummont, Jardim Atenas, Alvorada, e alguns pontos da região central, felizmente ninguém foi picado.

ATENÇÃO

Para evitar a presença do escorpião, Fernando alerta que eles vivem no entulho e na sujeira. “Se a pessoa não cuidar da sua casa e quintal, o local se torna um convite não apenas ao escorpião, mas ratos, baratas, cobras e outros insetos”, disse ainda que se encontrar um, deve evitar manipular. Se possível prender e entrar em contato com a secretaria pelo telefone (67) 3929-1036, eles fazem vistoria e retiram o aracnídeo.

“As pessoas precisam entender que não existe nenhum inseticida eficaz no combate do escorpião, apenas a higienização evita sua presença. É importante vedar portas e ralos. Eles tem hábitos noturnos e entram em casa através destes orifícios.

SINTOMAS

Fernando atenta para os sintomas, depois da picada: inchaço, dor intensa local e vermelhidão. Crianças ou pessoas alérgicas, a qualquer espécie de escorpião, corre risco de morte. Quem tiver contato com um, deve procurar com urgência uma unidade médica, indica o coordenador.

“É uma espécie de escorpião altamente perigosa. Em 2010, esse escorpião causou a morte de uma pessoa em Campo Grand. Aqui do nosso lado, em Andradina SP, em 2013 duas crianças morreram depois de ser picada por escorpião amarelo”, afirmou.

CURIOSIDADE

Uma questão curiosa apresentada pelo coordenador é o fato de só existem fêmeas da espécie. “A femea auto se fecunda, ela não precisa de macho, e reproduz cerca de cinco filhotes ao ano”.(Com informações de Aurora Villalba)

(Foto: Aurora Villalba)