Três Lagoas

Empresa entra com recurso e atrasa licitação para construção de hospital em Três Lagoas

Mais uma vez uma das empresas que concorre ao processo de licitação para a construção do Hospital Universitário em Três Lagoas (MS) entrou com recursos para questionar o motivo da escolha feita pela Agesul (Agencia Estadual de Gestão e Empreendimentos do Mato Grosso do Sul).

O envelope com as três escolhidas foi aberto no último dia 16 de outubro e no dia 22 do mesmo mês uma delas entrou com recursos, mas retirou em seguida. Hoje, concorrem ao processo as empresas Montago e CMT Engenharia.

Conforme informações do setor de licitação da Agesul, a empresa que entrou com recursos tem cinco dias para argumentar seu pedido e a agência terá outros cinco para dar uma resposta. Enquanto isso, o processo fica parado.

O Hospital Universitário será construído para atender a demanda do campus de Três Lagoas da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), além da população do município e região. Orçado em R$ 55 milhões, o empreendimento faz parte do programa MS Forte, que deve investir R$ 3,6 bilhões em todo o Estado.

Conforme a Agesul, o hospital, que será construído no Distrito Industrial do município, contará com uma área de 23 mil metros quadrados e contará com três locais de saída, sendo para a rua Jary Mercante, BR-158 e Avenida Antônio Trajano.

A primeira etapa será composta por 120 leitos e em sua conclusão os estudantes da UFMS e pacientes do município e região contarão com 170 leitos, sendo 150 disponíveis para internação e 20 para atendimentos ambulatoriais.

Conforme publicado pela Agesul, em edital divulgado em junho deste ano, o Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) aprovou a licença ambiental com validade de quatro anos para a atividade de obras do hospital.

 

GISELE MENDES

viaEmpresa entra com recurso e atrasa licitação para construção de hospital em Três Lagoas – Correio do Estado.

Empresa entra com recurso e atrasa licitação para construção de hospital em Três Lagoas