- Destaque - Destaque Principal Três Lagoas

Eldorado Brasil confraterniza com a imprensa e realiza Workshop sobre o mercado Mundial da Celulose

A reportagem do Dia Dia foi uma das convidadas para passar o dia no evento promovido pela Gerência de Comunicação da Eldorado Brasil em Três Lagoas-MS. O evento denominado de 1º Workshop “Cobertura Jornalística e o Mercado Global de celulose” aconteceu na sala de Imprensa na manhã desta quarta-feira, 16 de dezembro de 2015.

Camila Anker, Gerente de Comunicação da Eldorado Brasil, juntamente com os jornalistas Michele Dantas e Sidnei Ramos recebeu os jornalistas com uma calorosa recepção e um delicioso Cofe Break. Feita as apresentações todos foram convidados para acompanhar os trabalhos oportunidade em que foi apresentada a jornalista Marina Faleiros, especializada na área da Celulose que falou sobre o Mercado Mundial da Celulose Branqueada de Fibra Curta e Longa, demonstrando em gráficos e vídeos como o Brasil se apresenta no setor ocupando inclusive total liderança.

Antes porém, fomos convidados pela Equipe de Segurança da Eldorado Brasil a participar da mega operação denominada “Segurança” onde todos, os mais de 600 funcionários que trabalhavam no turno e todos os participantes da imprensa que estavam presentes sendo evacuados para um ponto determinado. Durante esse tempo alarmes foram acionados o que praticamente inviabiliza as pessoas conversarem.

Após esse fato, retornamos à sala de imprensa onde Marina expôs vários gráficos onde o Brasil é destaque mundial por possuir vastas áreas para o plantio de eucaliptus bem como possuir condições climáticas e excelente solo que permite a formação de uma árvore em tempo recorde enquanto outros países esse tempo triplica tornando assim praticamente inviável o plantio. Incrível é saber que o Brasil ocupa apenas 0,9% da área plantada com árvores como pinus e eucaliptus.

Procedente da Austrália, o eucaliptu se adaptou muito bem em solo brasileiro. Marina destaca o Mato Grosso do Sul como principal estado para se plantar a árvore. Ela destaca ainda outros estados como o Sul da Bahia e Espírito Santo, mas diz que ambas já estão saturadas, daí o Mato Grosso do Sul ocupar essa liderança na produção de celulose.

Enquanto no Brasil uma árvore produz em média aos sete anos de plantio, em outros países esse tempo chega até aos 29 anos. Isso diferencia o custo por tonelada do produto. Enquanto no Brasil o custo de produção fica em torno de US$ 214 dólares a tonelada, em outros países passa dos US$ 370 dólares. Ela cita o mercado Chinês como principal mercado para a celulose Brasileira já que existe uma grande demanda.

Marina diz ainda que outro fator positivo para a Celulose Brasileira são as certificações das florestas, os chamados FSC que é realizada anualmente por ongs especializadas no setor e que confere um selo de qualidade, tipo ISO. A certificação garante que a celulose tem procedência em florestas certificadas não procedendo de matas virgens o que garante mercado nos mais de 30 países do mundo para onde a celulose é exportada, conclui ela.

Em seguida a Gerente de Comunicação da Eldorado Brasil Camila Anker fechou os trabalhos proferindo uma palestra complementar sobre a Eldorado Brasil, uma empresa jovem com apenas três anos de idade mas que já marca presença no mercado brasileiro de celulose de fibra curta ocupando a 5ª posição. A liderança é de outra empresa que está presente em Três Lagoas, A Fibria do Grupo Votorantim. Daí Camila destacar Três Lagoas, uma cidade que está se tornando conhecida mundialmente.

Camila fala com emoção e paixão pela empresa onde trabalha e afirma que o objetivo é chegar na liderança absoluta do produto no país. Camila citou ainda alguns pontos importantes como logística com destaque ao porto de santos onde a Eldorado Brasil inaugurou recentemente um terminal. O tempo de  embarque triplicou dando agilidade e comodidade ao transporte que é feito por caminhões e composições férreas, diz ela.

Em seguida fomos convidados para o almoço que aconteceu no gigante restaurante onde todos os funcionários da Eldorado Brasil fazem as refeições. Segundo dados o local tem capacidade para receber mais de 2,6 mil trabalhadores de uma só vez. Vale registrar que a comida é muito boa, inclusive cada funcionário faz a sua avaliação sobre o que foi servido com notas de que variam de ruim a excelente.

No final fomos convidados a fazer um Tour pelo interior da fábrica onde um funcionário, o Alício foi explicando como funciona vários setores. Alício deu destaque ao enorme fluxo de carretas pesadas que passam pela empresa diariamente, mostrou o depósito de madeira onde milhares de metros cúbicos são armazenados, a máquina que transforma as toras em cavacos, o formo de cal onde a celulose é branqueada entre outras informações. Nesse Tour visitamos ainda a área onde será implantada a segunda linha de fabricação da Eldorado Brasil, uma área gigante que está recebendo tubulações e terraplenagens.

Da Redação do Dia Dia Ray Santos

Galeria de Imagens: