- Destaque - Destaque Principal Três Lagoas

Eduardo Rocha ocupa a tribuna para parabenizar Eldorado Brasil

A Eldorado Brasil encerrou o ano de 2014  com um faturamento de R$ 2,5 bilhões de reais,

“Participamos neste final de semana, em Três Lagoas, do lançamento do maior projeto de produção de celulose do mundo – Projeto Vanguarda 2.0. Serão 2 milhões de toneladas de celulose branquiada por ano. Mas mais do que isso vai gerar mais de 20 mil empregos diretos e indiretos, fomentando a economia local em mais de 300%, vai aumentar o PIB do Governo do Estado em 13% e o PIB Nacional em 0,4%”, comemorou o deputado Eduardo Rocha ao ocupar a tribuna da Assembleia nesta terça-feira(16) e destacar a importância do empreendimento para Mato Grosso do Sul e para o País.

O parlamentar destacou ainda que com a homenagem prestada à Eldorado, na pessoa do diretor presidente da Eldorado Brasil, José Carlos Grubisich Filho, espera estar representando o sentimento de gratidão dos três-lagoenses e sul-mato-grossenses.

Eduardo Rocha  participou dos festejos do centenário de Três Lagoas e na oportunidade participou do lançamento da pedra fundamental para ampliação da fabrica de celulose naquele município, que fica na BR 158, saída para Selviria e que que terá  capacidade de produção, quando iniciar operação, de 2 milhões de toneladas por ano.

VANGUARDA 2.0

Durante a execução do projeto serão investidos R$ 8 bilhões e a empresa vai gerar 20 mil novos postos de trabalho, direta e indiretamente, com capacidade de produção, quando iniciar operação, de 2 milhões de toneladas por ano com potencial de aumentar sua capacidade para até 2,3 milhões de toneladas. Essa produção somada aos 1,7 milhões/ano que já produzidos, traz para Três Lagoas o maior complexo industrial de celulose do mundo e o quinto maior produtor de celulose de fibra curta no cenário internacional.

A Eldorado Brasil encerrou o ano de 2014  com um faturamento de R$ 2,5 bilhões de reais, colocando a empresa numa posição de destaque no Ranking das principais indústrias Brasileiras de celulose. Atualmente, a Eldorado exporta para mais de 30 países e geração de caixa que ultrapassa R$ 1 bilhão/ano. São 200 mil hectares de florestas plantadas, sustentáveis e renováveis. Com a ampliação, a indústria vai gerar 328 mega wats/hora, sendo que 155 mega watts serão consumidos pela fábrica e 170 serão vendidos para o sistema elétrico nacional.

Em 15 de junho de 2010, autoridades se reuniram para lançar o projeto de construção da fábrica e, cinco anos depois é lançada a segunda linha de produção. Com investimento de R$ 6,2 bilhões, a fábrica foi construída em tempo recorde e começou a operar no final de 2012. Seu complexo industrial e base florestal estão localizados no Mato Grosso do Sul, porém possui também um viveiro em São Paulo, com capacidade de produção de 35 milhões de mudas ao ano.

A previsão é de que até novembro deste ano toda parte de terraplanagem da fábrica será concluída. A previsão de inauguração é para o segundo semestre de 2018.

Deputado estadual Eduardo Rocha (Foto: )
Assessoria de Comunicação