- Destaque - Destaque Principal Política Três Lagoas

Deputado Angelo Guerreiro zela por segurança e turismo de Três Lagoas

À prefeita, Guerreiro encaminhou, solicitando a implantação de placas indicativas, nas estradas de acesso dos pontos turísticos do município.

O deputado estadual Angelo Guerreiro aproveitou a sessão dessa quinta-feira, 26, para apresentar duas indicações referentes a Três Lagoas. Conforme vem trabalhando e elaborando seus projetos, o parlamentar destacou a importância da atuação de secretarias como de educação e segurança, sejam municipal ou estadual.

À prefeita de Três Lagoas, Márcia Moura, Angelo Guerreiro encaminhou expediente com cópia ao secretário municipal de Educação e Cultura, Mário Grespan Neto, solicitando a implantação de placas indicativas, tipo totem, nas estradas de acesso dos pontos turísticos do município. Segundo o parlamentar, Três Lagoas recebe muitos turistas, principalmente na região do Rio Sucuriú, onde existem pousadas e ranchos e no local não há indicação dos mesmos. “Desde 2006 todos os proprietários daquela região passaram a ser contribuintes de IPTU e, na mesma proporção, não recebem investimentos do poder público”, justificou o deputado.

Sob a responsabilidade de Secretária de Estado de Educação, Maria Cecília Amendola Motta, Angelo Guerreiro encaminhou que seja estudada a possibilidade de destinar um agente patrimonial para a Escola Estadual Afonso Francisco Xavier Trannin, localizada no distrito de Arapuá, Três Lagoas. Caberá a esse agente a segurança do local, zelando pelos alunos, bem como pelo patrimônio público.

Guerreiro quer ajudar produtores de leite com recuperação da MS 316

A produção de leite em Mato Grosso do Sul ainda é uma das bases da economia do estado. E para que o investimento seja lucrativo, os produtores precisam de boas condições para escoar a produção. Pensando nisso e levando adiante os pedidos de muitos moradores da região, Angelo Guerreiro solicitou ao Secretário de Estado de Infraestrutura, Ednei Miglioli, com cópia ao gerente regional da Agesul de Paranaíba, Ronivaldo Pereira, a recuperação da MS 316, no trecho entre Aparecida do Taboado a Inocência.

Segundo o parlamentar, alguns moradores o procuraram cobrando por melhorias na estrada, levando em conta a grande produção de leite na região. “A ausência de asfalto no referido trecho, além de deixar a estrada mais vulnerável à ação do tempo, pode ser uma causadora de acidentes”, completou Guerreiro. Segundo os sindicatos rurais da região, os produtores, muitas vezes, ficam reféns à qualidade da MS. Em Cassilândia, por exemplo, existem três laticínios de carga e descarga que recebem leite da região.

Em outra ocasião, Angelo Guerreiro já havia solicitado a recuperação da MS 316, num trecho de 77 km, continuação de Inocência a Paraíso das Águas. Nesta localidade, conforme o presidente do Sindicato Rural de Inocência, são produzidos 7 mil litros de leite por dia e a estrada está em péssimas condições.

 

Assessoria de Imprensa