- Destaque - Destaque Principal Três Lagoas

De bicicleta ou mesmo a cavalo, três-lagoenses vão as ruas pedir o fim da corrupção

“Avança Brasil” concentrou mais de mil manifestantes na Praça Ramez Tebet

No último domingo (13), mais de 300 municípios do Brasil participaram das manifestações contra a presidente da República, Dilma Rousseff (PT), e o ex-presidente Lula. Em Três Lagoas o Movimento “Vem Pra Rua” foi chamado de “Avança Brasil”, mais de mil pessoas aderiram à luta contra a corrupção. A ação foi solicitada pelo juiz que comanda o processo na Lava Jata, Sérgio Moro.

TRÊS LAGOAS

Com encontro marcado para as 15h, em frente a Igreja Matriz Sagrado Coração de Jesus, três-lagoenses caminharam pela avenida Antônio Trajano sentido praça Ramez Tebet, e lá se concentraram com cartazes, famílias inteiras estavam vestidas de verde e amarelo, munidas de bexigas, bandeiras e faixas com frases impactantes, exigindo o fim da corrupção no país.

Trio elétrico serviu de palco para participantes se expressarem (Foto: Dinho Costa/Hojrmais)

Participaram do Avança Brasil as cinco lojas maçônicas do município: João Pedro de Souza, Renascença, Aquarius, Regente Feijó IV e São João, o Rotary Clube Cidade das Águas e Três Lagoas, representantes da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Associação Comercial e Industrial de Três Lagoas (ACITL), e ABO (Associação Brasileira de Odontologia), Sindicato Rural de Três Lagoas, Sindicato do Comércio Varejista de Três Lagoas, mais de 60 cavaleiros estavam presentes no movimento.

Dr. Antonio Costa Corcioli, presidente da OAB de Três Lagoas disse: “a OAB em todos os cantos do Brasil estão participando da ação, e a Dilma tem três situações, ou ela renuncia, ou ela sai pelo STF (Supremo Tribunal Federal) ou acontece o impeachment, que o povo tá pedindo”.

O Rotary e todas as entidades estão aqui unidas atendendo um pedido do juiz Moura, queremos fazer valer a justiça
Gilberto Alves

Gilberto de Oliveira Alves, venerável da Loja Maçônica São João, afirma que o objetivo do movimento era ser pacífico e agir em prol da justiça, para um Brasil melhor.

Júlio Cesar Couto Elias, venerável da Loja Maçônica Renascença, afirma que este não é um movimento partidário, e sim a favor do povo brasileiro. “Tá bonito de ver essa ação contra a corrupção e contra o governo”, disse Júlio.

Durante a ação um trio elétrico toco o hino nacional, e após o hino participantes do movimento falaram sobre a luta contra o governo do PT. A polícia Militar participou do ato pacífico que dourou cerca de uma hora.

60 cavaleiros participaram da manifestação (Foto: André Mitterer)

CAMPO GRANDE

Na Capital do Estado cerca 60 mil pessoas, saíram de suas casas para protestar. De acordo com o portal Campo Grande News cada um ergueu sua bandeira e gritou por sua causa, enquanto caminhava pelas ruas da cidade. Lá também a grande maioria vestiu verde amarelo e pediu pelo fim da corrupção na política.

DOURADOS

Em Dourados 10 mil pessoas, participaram do protesto contra a corrução e contra o governo Dilma Rousseff.

AVALIAÇÃO DO GOVERNO

Foi publicado no portal IstoÉ uma avaliação do governo sobre as manifestações de ontem, segundo os dirigentes do PT e de movimentos ligados ao partido, avaliam que os atos pelo Brasil deixaram dois recados: o primeiro é quanto à urgência de uma reação imediata do Palácio do Planalto na economia e o segundo, dizem, refere-se à necessidade de o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entrar para o governo.

Ainda de acordo com o portal os petistas disseram que as vaias mostram que o movimento contra o governo da presidente Dilma Rousseff tem como alvo toda a classe política, não apenas o PT, criando um vácuo que pode ser ocupado por aventureiros ou levar à volta do autoritarismo.

Camila Carvalho

Hojemais