- Destaque - Destaque Principal Três Lagoas

Concessão: Trecho entre Três Lagoas e Campo Grande foi o lote mais atrativo

O trecho deverá receber praças de pedágio e poderá ter a privatização autorizada para o próximo ano

 

O lote da BR-262 entre Três Lagoas e Campo Grande está entre as rodovias do país que deverá ser privatizada após ter sido elaborado estudos técnicos e de viabilidade para a concessão. Segundo informações do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, foram somadas 37 propostas de privatizações e 314 estudos para 11 novas rodovias que serão leiloadas.

A BR-262 está entre os lotes mais atrativos, obtendo 31 pedidos de autorização. O trecho de 327 quilômetros entre Campo Grande e Três Lagoas é utilizado no escoamento da produção agropecuária da região para os portos de São Paulo e Paraná e o governo pretende duplicar a rodovia para reduzir os custos logísticos desses produtores. Os investimentos previstos na concessão são da ordem de R$ 2,5 bilhões. Outra rodovia de Mato Grosso do Sul que deve ser privatizada é a BR-267 na região de Bataguassu.

O GOVERNO FEDERAL

Representantes do governo exaltaram nesta segunda-feira o elevado interesse das empresas em elaborar os estudos técnicos: um total de 49 empresas ou consórcios, somando 314 propostas. Segundo o ministro dos Transportes, Antonio Carlos Rodrigues, o total de pedidos superou “todas as expectativas”

Apesar do considerável número de interessados, agentes do setor são céticos quanto à efetiva realização de tal número de estudos. “Os editais anteriores também apresentaram um elevado número de interessados, mas no final, apenas dois ou três apresentaram efetivamente os estudos”, disse o executivo de uma empresa que pediu autorização para estudar alguns dos lotes.

Ele lembrou que os estudos implicam em custos, muitas vezes elevados, e para os quais não há certeza de retorno. O ressarcimento só ocorre se o governo posteriormente escolher o estudo daquela empresa para embasar o edital.

Por: Da Redação com fotos de TL Notícias