- Destaque - Destaque Principal Geral

Chuva não para, nível de rio sobe e desabrigados aumentam

Em poucas horas, Rio Aquidauana chegou a 7,98 metros e cidade está em alerta

A chuva não dá trégua em quase todo o Estado, uma das cidades que mais sofre com a chuva intensa é Aquidauana, distante 143 quilômetros de Campo Grande. Na madrugada desta segunda-feira (11), o nível do Rio Aquidauana chegou aos 7,98 e mais quatro famílias foram retiradas de suas casas. Ao todo, são cinco famílias desabrigadas na cidade.

Coordenador da Defesa Civil de Aquidauana, Mário Ravaglia explica que o monitoramento do rio ocorreu durante toda a madrugada e com o aumento do nível da água, mais casas foram alagadas e famílias precisaram sair.

Até a tarde de ontem, o rio que tem o nível normal de 2,99 metros já estava em 7,80 metros. Uma família tinha sido retirada de casa, no bairro Guanandi.

Das cinco famílias desabrigadas, apenas quatro pessoas foram levadas para Escola do Rotary Club, o restante se abrigou em casa de parentes.

Segundo o coordenador, diferente do ano de 2011 quando a cheia do rio deixou rastro de destruição na cidade, nestes últimos dias o nível do rio sobe em ritmo lento.

“Estamos em alerta, mas o rio está subindo bem devagar e não está dando susto na gente. Ontem subiu uma média de 4 a 6 centímetros por hora. Estamos fazendo trabalho em conjunto”, conta o coordenador.

ALERTA MÁXIMO

Outra cidade que também é cortada pelo Rio Aquidauana é Dois Irmãos do Buriti, distante 84 quilômetros da Capital. O coordenador da Defesa Civil da cidade, Ronaldo Angelo afirma que a última medição feita na tarde de ontem indicava nível de 5,34 metros.

Nenhuma casa foi alagada e o que preocupa a administração da cidade é que a chuva não para, desde ontem. “Estamos em alerta máximo”, afirma Ronaldo.

Áreas da cidade estão alagadas
(Foto: Wilson de Carvalho)

ALINY MARY DIAS

Correio do Estado