Outros

Câmara suspende salário de envolvidos em corrupção

A Câmara de Vereadores de Ribas do Rio Pardo (MS) suspendeu o salário dos oito vereadores suspeitos de envolvimento em um esquema que ficou conhecido como “Farra das Diárias”.  A suspensão foi publicada no Diário Oficial dos Municípios de Mato Grosso do Sul na edição desta terça-feira (27), por meio da resolução n° 003, de 23 de Janeiro De 2015 assinada pelo presidente da Câmara Sebastião Roberto Collis (PMDB).

“Art. 1° Fica suspenso os subsídios dos 08 (oito) vereadores afastados por determinação judicial, por tempo indeterminado, quais sejam: Adalberto Alexandre Domingues, Antonino Angelo Da Silva, Célia Regina Rodrigues Ribeiro, Cláudio Roberto Siqueira Lins, Diony Erick de Souza Silva, Fabiano Duarte da Silva, Justino Machado Nogueira e Lucineide Marques Nossa, com fundamento no Parecer Jurídico 001/2015/CMRRP”, diz o documento.

Segundo reportagem da Rádio 9,7 FM procurou o assessor jurídico da Casa de Leis de Ribas, Dr. Jorge Nizete dos Santos para esclarecimentos sobre a resolução. De acordo com o advogado, foi feito um estudo de análise de casos parecidos em outros estados brasileiros.

Caso

Após dez meses de investigação, uma operação do Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) desmontou um esquema de suspeita de corrupção que pode ter desviado R$ 3,5 milhões. Segundo o promotor Marcos Alex, os parlamentares recebiam “diárias de viagem fantasmas” sem sair de Ribas do Rio Pardo.

O ex-presidente da Casa de Leis, Adalberto Alexandre Domingues (PRTB) foi preso durante a operação. Outros sete vereadores foram afastados. Uma Comissão Processante foi aberta na Câmara Municipal para investigar eventual quebra de decoro.

 

viaCâmara suspende salário de envolvidos em corrupção – Correio do Estado.

Câmara suspende salário de envolvidos em corrupção