- Destaque - Destaque Principal Três Lagoas

BNDES, Instituto Votorantim, Fibria e Banco Interamericano de Desenvolvimento lançam o Programa de Apoio à Gestão Pública para Três Lagoas (MS)

Programa irá resultar em um planejamento de longo prazo para o município

Três Lagoas será o primeiro município não capital a receber um plano voltado para aumentar a qualidade de vida dos seus habitantes e preparar a cidade para o desenvolvimento sustentável. O Programa de Apoio à Gestão Pública é uma iniciativa conjunta do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), do Instituto Votorantim e da Fibria, que irão financiar a elaboração do Plano de Ação Três Lagoas Sustentável e a revisão do Plano Diretor Participativo para o desenvolvimento do município no longo prazo, construído de forma conjunta com gestores públicos e sociedade. O programa será lançado oficialmente nesta quinta-feira, dia 17 de março, com o apoio da Prefeitura Municipal.O BID, por meio da Iniciativa Cidades Emergentes e Sustentáveis (ICES), fará um diagnóstico para o município e desenvolverá o Plano de Ação Três Lagoas Sustentável, voltado para aumentar a qualidade de vida dos seus habitantes e preparar a cidade para o desenvolvimento sustentável.

O Programa de Apoio à Gestão Pública é uma parceria do Instituto Votorantim com o BNDES para apoiar prefeituras de municípios brasileiros na elaboração de projetos de modernização de gestão pública e ordenamento territorial, articulando parcerias e recursos, de forma transparente. A Fibria se juntou às duas instituições para patrocinar o projeto em Três Lagoas, onde atualmente constrói a sua segunda linha de produção de celulose, conhecido como Projeto Horizonte 2. O programa utiliza metodologia da ICES (Iniciativa Cidades Emergentes e Sustentáveis), desenvolvida pelo BID, que apoia os municípios na busca por um crescimento mais equilibrado do ponto de vista urbano, ambiental, social e fiscal, com desenvolvimento econômico.

O projeto se inicia com foco em Sustentabilidade e Desenvolvimento. Será elaborado o Plano de Ação Três Lagoas Sustentável, juntamente com seu Plano de Investimento. Serão coletados 120 indicadores das dimensões ambiental, urbana e fiscal e realizada uma pesquisa de opinião pública com a sociedade local para definição das prioridades de investimentos, sempre pensando no longo prazo. O grupo de trabalho irá identificar oportunidades de captação de recursos com fundos já existentes e fará estudos de base ambiental e de competitividade que impactam o município e o seu desenvolvimento econômico.

Outra frente de trabalho é o Plano Diretor Participativo, que terá foco no ordenamento territorial, com diretrizes para uso e ocupação do solo. Nessa etapa, serão analisados o planejamento urbano de longo prazo considerando a sustentabilidade ambiental e o desenvolvimento socioeconômico. Também permitirá uma melhor organização das regiões do município levando-se em conta as suas diferentes vocações, integrando planejamento em transportes, saneamento, habitação, instalação e manutenção de equipamentos públicos.

Suporte para os gestores públicos

 

Três Lagoas é o sexto município do Brasil e o primeiro que não é capital de estado no país a ser beneficiado com o ICES (Iniciativa Cidades Emergentes e Sustentáveis). Além disso, a cidade também será a primeira do Brasil a receber um estudo adicional: o de competitividade, no âmbito da ICES.

Lançado em 2012, o Programa de Apoio à Gestão Pública visa compartilhar a experiência em gestão empresarial com o poder público e estimulá-lo a implementar melhorias nos indicadores de econômicos, sociais e de infraestrutura dos municípios.

“O Programa de Apoio à Gestão Pública em Três Lagoas é o primeiro que reúne as metodologias do Instituto Votorantim e BNDES com a do BID, duas iniciativas estruturantes, que oferecem instrumentos importantes para a administração pública preparar o planejamento estratégico e sustentável do município”, afirma Cloves Carvalho, Diretor do Instituto Votorantim.

 

red3

 

red2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Imprensa Fibria

Luciana Navarro