Conheça:

Há anos a rodovia recebia apenas reparos emergenciais pela equipe da Agesul (Foto: Ricardo Ojeda)

A obra de recuperação da MS – 395 no trecho entre Bataguassu e Brasilândia deverá ser iniciada nos próximos dias. A empreiteira que ganhou a licitação já deu inicio a montagem da usina de asfalto e ao canteiro de obras. A recuperação dessa importante rodovia da região Costa Leste do Estado é um anseio de muitos anos por parte dos produtores da localidade, além de estudantes universitários e das fábricas de celulose. Os mais de 65 quilômetros que ligam os dois municípios apenas vinham recebendo operação tapa buracos. Porém devido o intenso trafego de veículos pesados, como carretas transportando eucalipto, por exemplo, deteriorou a base da rodovia.

Essa rodovia figura como parte do pacote das estradas construídas a título de obras compensatórias pela Companhia Energética de São Paulo (Cesp) em contrapartida da construção da Usina de Porto Primavera nos ano de 2002. A rodovia passará pela primeira vez por uma intervenção significativa. O Governo do Estado assina nesta semana a ordem inicial de serviço e inicia os trabalhos que irão mudar a realidade da rodovia.

TRÁFEGO INTENSO

Não projetada para suportar o intenso tráfego de caminhões que escoam celulose e eucalipto na região leste de Mato Grosso do Sul, a condição da rodovia veio se agravando ao longo dos anos. Recebendo desde 2015 intensa manutenção com serviços de tapa-buracos, houve a necessidade um trabalho mais profundo na rodovia. "Temos que entender que ela não foi projetada para receber o intenso tráfego atual de caminhões, e a manutenção se tornou incipiente diante disso", explicou Emerson Pereira, diretor-presidente da Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul), órgão que fiscaliza e realiza manutenção das rodovias no estado.

A recuperação da rodovia deve durar cerca de um ano e 3 meses e receberá investimentos da ordem de R$ 44,3 milhões. Serão recuperados com novo revestimento 65,680 quilômetros de estrada entre os municípios de Bataguassu e Brasilândia.

A empresa vencedora da licitação, divulgada no último dia 8 de junho, já iniciou a montagem do canteiro de obras. A previsão é que a obra gere 60 empregos diretos na região.

MAIS INVESTIMENTOS

Com mais R$ 43,6 milhões em investimentos, o Governo do Estado deve autorizar também nos próximos dias a recuperação da rodovia MS-338, também importante na região do Bolsão. Ao todo serão restaurados 60,2 quilômetros entre o entroncamento da MS-395 e o município de Santa Rita do Pardo. A rodovia também foi construída pela Cesp e a obras de recuperação estão estimadas em 360 dias.

 

Cotação do Dólar

Quem está Aqui!

Temos 17 visitantes e Nenhum membro online