Conheça:

Movimento realizado pelos sindicatos unificados na ponte rodoferroviária (Foto: Assessoria/Sinted)

 

A manifestação a nível nacional contra a reforma da previdência começou pela manhã desta sexta-feira (31), em Três Lagoas. Os sindicatos unificados estão realizando um bloqueio na ponte rodoferroviária, que liga Mato Grosso do Sul ao Estado de São Paulo. A fila de veículos parados inicia na ponte e se estende até a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, na avenida Ranulpho Marques Leal - perímetro urbano da rodovia BR - 262.

Maria Diogo, representando o Sinted, durante entrega de panfleto explicativo sobre a greve geral que vai acontecer em todo o país no próximo mês, explicou que o ‘trancaço’, é um "esquenta", uma prévia do que vai ser a greve programada para o dia 28 de abril.

Fabricio Venturoli, do Sindifisco, comenta sobre a luta dos sindicatos contra a reforma da previdência. "Nós, trabalhadores, entendemos que é uma injustiça ter que prorrogar a idade pra aposentadoria e diminuir o valor pago. Um país que é a nona economia do mundo, que mar gera riqueza, tem alta carga tributária, alta arrecadação de impostos quer tirar direito dos trabalhadores", e concluiu dizendo que "a mobilização é para chamar a atenção da mídia, porque o governo tem sustentado uma mentira dizendo que a previdência está quebrada. Temos dados que provam o contrário".

Juntamente com o Sindifisco e Sinted participam da manifestação pacífica, o Sinted, Sindicato dos trabalhadores da celulose, sindicato da agricultura familiar, sindicato dos auditores fiscais e sindicato dos comerciários, entre outros, além de movimentos sociais que estão contribuindo para fortalecer o movimento.

Cotação do Dólar

Quem está Aqui!

Temos 3 visitantes e Nenhum membro online