Conheça:

O prefeito de Três Lagoas, Angelo Guerreiro, e a diretoria de Departamento e Habitação Popular do município, Sônia Gois, estiveram em Campo Grande para dialogar com a secretária Maria do Carmo Avessani Lope. (Foto: Divulgação)

O prefeito de Três Lagoas, Angelo Guerreiro, e a diretoria de Departamento e Habitação Popular do município, Sônia Gois, estiveram em Campo Grande para dialogar com a secretária Maria do Carmo Avessani Lopez, da pasta de Habitação do Estado, sobre a implementação do Lote Urbanizado, que visa regulamentar a situação de 146 famílias, que foram migradas de forma irregular pra uma área verde em decorrência da desocupação em 2012 de uma área da União.

Para regularizar a situação, a Prefeitura de Três Lagoas e o Governo do Estado se reuniram para analisar o atual cenário destas famílias e também estudar possíveis soluções por meio de uma adequação de infraestrutura do município. "Uma das alternativas seria estimular a iniciativa privada a investir no setor habitacional, porém ainda existe no município um problema de falta de área com infraestrutura que proporcione estas condições para as empresas" – orientou a secretária.

Outra questão levantada como alternativa para viabilizar o lote urbanizado é incentivar o beneficiado a realizar a autoconstrução do seu imóvel. "Estamos aqui neste primeiro momento para discutir e analisar possíveis projetos e programas que possam garantir uma moradia digna a essas famílias, sem que o orçamento do município seja comprometido", afirmou Guerreiro.

Esta possibilidade seria realizada por meio de projeto, no qual o Governo do Estado financiaria parte da construção e o município subsidiaria outra, sendo que o lote só seria doado mediante a quitação do financiamento.

(*) Diretoria de Comunicação da Prefeitura de Três Lagoas

Cotação do Dólar

Quem está Aqui!

Temos 10 visitantes e Nenhum membro online